10 dicas para um casamento feliz

casamento-feliz

Quando a gente casa e passa a dividir o mesmo teto com o nosso amor, as coisas muitas vezes saem dos eixos nos primeiros meses. O conto de fadas é real e aquela toalha molhada em cima da cama uma hora vai acabar acontecendo. Ou aquele pacote de biscoito que você mesma esqueceu aberto. Não adianta a gente reclamar só do marido, que ele é bagunceiro, precisamos admitir que muitas vezes a bagunceira somos nós, não é?

Nesses tantos (mas tão poucos) meses de casada que tenho, passei a refletir sobre as minhas próprias atitudes e, principalmente, sobre as minhas reações. Será que não estou sendo ríspida ao reclamar? Será que fui grossa sem notar? Será que estou sendo muito emotiva? E passei a monitorar todas estas coisas, passei a conversar sobre essas atitudes e a tentar tornar nosso dia a dia em algo ainda mais divertido e gostoso.

casal-valoriza-parceiro

Então por isso fui pesquisando algumas dicas, atitudes, li bastante sobre como os casais fazem para manter o casamento feliz e cheguei a uma listinha final de 10 itens que achei super importantes. Vamos falar um poquinho sobre eles:

1- Ria e divirtam-se juntos

O momento mais legal que tenho ao lado do meu amor é sorrir. Buscar coisas que nos façam gargalhar até perder o fôlego. Ter brincadeiras em comum, assistir filmes e séries engraçadas, surpreender o outro com bobeiras, tudo isso faz bem para a relação a dois. Enquanto vocês dois estiverem rindo juntos, mesmo que seja de vocês mesmos, tudo se acerta. E, olha, pode até ser aquela risada que acaba saindo no meio da briga e atrapalha aquele discurso todo montadinho. Até essa risada vale. Riam, sorriam, gargalhem juntos!

2- Escute sem interromper

Ok, quando a gente tá meio chateado é muito difícil ouvir o outro falar sem interromper. Mas estar disposto a ouvir com calma e atenção o que o seu amor precisa te dizer é um item fundamenta dessa listinha. Nós precisamos estar a par dos sentimentos de quem está conosco e ouvir é a melhor forma de entender essas sensações. Deixe seu amor falar tudo, depois você, com calma, vai conseguir conversar sobre cada detalhe.

3- Coloquem-se no lugar do outro

Na hora de conversar, pense com a cabeça do seu amor. Coloque-se no lugar dele ou dela e pense se o que está te incomodando o incomoda também. Não menospreze os sentimentos do seu companheiro. Se algo o incomoda e você acha besteira, pare e pense um pouco mais. Tente entender o que pode estar por trás daquilo. Cada pessoa traz consigo uma bagagem enorme de experiências que as levam a se incomodar ou gostar de coisas diferentes de nós. Seja compreensivo.

4- Continue namorando

Nossa, essa dica é imprescindível! E é uma coisa que sempre alerto ao meu maridão aqui: não dá para viver uma vida corrida, de almoços e jantares rápidos, de passeios obrigatórios, naquela urgência e sem aproveitar os momentos. Pelo menos um vez por mês nós procuramos sair para jantar, com calma, tomar um suco, conversar e, principalmente, nos curtirmos. Seria mentira dizer que fizemos isso em todos esses meses passados, mas é algo que sempre tentamos fazer e quando esquecemos, falamos sobre isso. Mantenha aquele clima namorico, viu? Nem que seja só uma idinha ao cinema durante a semana.

5- Viva o presente

Ai, que difícil essa, ein? Esquecer aquela briga, aquele problema, superar pode ser complicado. Mas precisamos tentar. Viva o presente. Se o maridão ou a esposa te trouxe uma surpresa do nada, não fale sobre aquela outra vez que ele/ela esqueceu de te dar um presente de dia dos namorados. Viva o agora, divirta-se agora, seja a pessoa que você quer ser agora. A gente não sabe como vai ser o futuro, por isso APROVEITE AO MÁXIMO sua vida linda de casada.

6- Respire fundo e dê uma outra chance

Antes de brigar, de levantar uma questão, respire fundo. Pense bem se aquele atrito é necessário ou se apenas uma conversa resolveria o problema. Dar uma segunda chance é muito importante, mas ela deve ser dada de coração aberto, viu? De nada adianta dar uma segunda chance e continuar pensando como antes. Deixe o rancor de lado, respire fundo e vá ser feliz com a pessoa que você ama.

7- Tenha suas próprias metas e interesses

Você curte correr, mas sua esposa não? Você gosta de andar de bicicleta e o maridão não? Não deixe esse hábito de lado porque passou a só fazer coisas em casal. Tenha objetivos e metas pessoais suas, individuais, e vá atrás delas. Claro que a vida a dois muda bastante a dinâmica das coisas, mas isso não quer dizer que você precisa deixar tudo de lado e viver 24h a vida de esposa/esposo. Inclusive ter interesses individuais ajuda muito à relação porque é através deles que você vai se encontrar consigo mesmo, ter um momento a sós com você mesmo e poder pensar e organizar melhor seu pensamento. Viver a dois é delicioso, mas não se esqueça de ser você mesmo.

8- Seja justo

Na hora de ter aquela DR (discutir relação) não puxe fatos passados que já deveriam ter sido superados ou esquecidos. Não vai adiantar ser injusto a ponto de levantar aquele fatídico dia em que seu amor te deixou esperando no restaurante ou aquele outro dia que você estava triste e o seu amor não conseguiu sair mais cedo do trabalho. Na hora de conversar sobre a relação, seja justo. Não se valha de chantagens ou apelos emocionais. Um casamentos baseado em ameaças não é um casamento saudável. Se você optou por estar ao lado do seu amor, seja justo com ele.

9- Façam pequenas coisas juntos

Está indo dormir? Chame o seu amor para ir deitar com você. Não deixe a correria do dia a dia estragar esses pequenos momentos compartilhados. Se vocês dois gostam de ler, por que não sentarem lado a lado, cada um com seu livro, e ficarem em silêncio juntos, lendo? Na hora do jantar, a mesma coisa. Sentem-se à mesa, desfrutem do lanche ou jantar juntos. Já é comprovado por cientistas pelo mundo afora que comer é um ato social e que pessoas que comem juntas são mais felizes. Abrace a rotina do seu casamento e compartilhem momentos simples.

10- Seja bobo

Olha, essa dica é a mais utilizada aqui em casa. Nós fazemos piadas um do outro, corremos pela casa, falamos besteira, mandamos emails bobos. É assim que a rotina se torna agradável para nós. Volta e meia eu começo a cantar, super desafinada, e ele cai na gargalhada. Ou ele coloca um turbante de toalha na cabeça e faz uma dancinha boba. São esses pequenos atos que mostram para mim, todo dia, que casei com a pessoa certa. Eu jamais poderia viver ao lado de alguém que não entende as minhas bobeiras. Por isso, esse é o maior conselho que posso dar: não se levem a sério. Brinquem juntos, não se esqueçam nunca de que ser bobo é gostoso demais.

 

Mais sobre vida a dois:

Desafio 30 dias de amor para sair da rotina

Jogando a dois: o relacionamento e o videogame

10 coisas que aprendemos em um relacionamento de verdade

Estela Rosa

Estela Rosa Autor

Estela é noiva para sempre mesmo depois de ter casado com o Rafael. Ela é uma aquariana engraçada, justiceira e irônica que, além do Rafa, tem os gatos em seu coração. Como toda boa noiva, é indecisa pra chuchu, mas no final consegue decidir tudo direitinho. Observadora e curiosa, a Estela fuça a internet como ninguém atrás de referências fantásticas e consegue resolver qualquer pauta que lançamos para ela! Passional até o último fio de cabelo, a moça tatuada que ama jardinagem e quebra-cabeças usa sua tagarelice super extrovertida para atuar como uma “match maker” profissional, juntando pares perfeitos pelo mundo afora.