6 tipos de pérolas: escolha a sua

Eu AMO pérolas ♥ São um verdadeiro caso de amor em minha existência. Então, quando me deparei com esta matéria aqui ó, fiquei louca e decidi que precisava escrever pra vocês sobre o assunto.

As pérolas são pedras super femininas, pois não há jóias com pérolas para homens (nem nunca houve). O mundo perolado não é constituído apenas das branquinhas e bem redondas (e obviamente também não estou incluindo aqui as de plástico multicoloridas e supercarnavalescas). As pérolas existem na natureza em diversos tamanhos, formatos e cores. Elas sempre se formam dentro de ostras (quando são de água salgada) ou de mexilhões (quando são de água doce). Conheça os principais tipos de pérolas:


South Sea

São cultivadas no Taiti, Austrália e Filipinas, e vêm de ostras grandes – por isso muitas vezes estas pérolas são grandes. Redondinhas, geralmente variam entre 8 mm e 15 mm diâmetro – mas podem chegar a 25 mm em alguns casos! São encontradas em diversos tons entre branco e dourado.

SouthSea1


Pérolas do Tahiti

As tais pérolas negras geralmente são as que vêm do Tahiti. Redondas, podem variar de 8 a 14 mm de diâmetro, podendo atingir tamanhos maiores. Sempre em tons escuros, como verde escuro, azul petróleo, cinza grafite ou roxo.

Tahiti


Pérolas Akoya

Estas são as mais tradicionais das pérolas. Bem redondinhas e miúdas, com até 7 mm de diâmetro. São de água salgada e cultivadas no Japão, mas também podem ser encontradas em mares da Coréia, da China e do Sri Lanka. A maioria delas é branca, mas você pode encontrá-las em muitos tons e cores: douradas, azuladas, acinzentadas, e até rosadas.

pearl necklace


Pérolas de Água Doce

São também conhecidas como Pérolas Biwa, porque eram inicialmente cultivados num lago japonês com este nome, mas hoje em dia o maior produtor destas pérolas é a China. Os tamanhos são variados e não são totalmente esféricas, mesmo que seja difícil de ver este detalhe.

biwa


Pérolas Arroz e Freshwater

Outro nome delas é Keshi, que quer dizer “papoula”. São miúdas, podendo ser redondas ou compridinhas, parecendo um grão de arroz. É mais comum na China, e é cultivada em água doce, rios e lagos. Muito usadas para montar colares de 30 ou 40 fios torcidos, que era uma super moda nos anos 80!

rice


Pérolas Barrocas

São chamadas pérolas Barrocas aquelas que não têm forma geométrica definida, ou seja, são as que durante o cultivo não saíram conforme o esperado e não atingem 75% de esfericidade. Podem ser de todas as cores, de água doce ou salgada e de diversos tamanho.

perolas brancas
Segundo a H. Stern, as South Sea e as Pérolas do Tahiti são consideradas top de linha, pelo tamanho, pelo lustre (brilho) e também pelo preço. E quanto mais tempo de cultivo (que deve ser no mínimo de 3 anos) maior a iridiscência – o efeito arco-íris que a luz branca provoca quando incide sobre a pérola e retorna aos nossos olhos.

Cuidado com a procedência: olhos treinados conseguem identificar as imitações de pérola a olho nu (feitas de vidro ou plástico com revestimento à base de cola e escama de peixe). Mas somente um exame de raio X revela o núcleo da pérola e pode nos dizer se ela é verdadeira ou não. >>>

 

O texto original da matéria foi escrito por Christian Hallot

 

FALE COM Luisa


Luisa

Luisa Autor

A Luisa é uma das sócias do CEUB. É a mãe do Zé, uma canceriana chorona e frenética roedora de unhas que ama olhar a lua. Comilona em tempo integral,ama dançar com o marido e faz tudo pelos primos. Ela é uma devoradora de livros e tarada por DIY.

Luisa

A Luisa é uma das sócias do CEUB. É a mãe do Zé, uma canceriana chorona e frenética roedora de unhas que ama olhar a lua. Comilona em tempo integral,ama dançar com o marido e faz tudo pelos primos. Ela é uma devoradora de livros e tarada por DIY.