Casamento em setembro

Casamento em setembro: Ele é o novo mês das noivas – e você precisa tomar cuidado com  esses fatores

Foi-se o tempo em que maio era o mês das noivas. De acordo com o IBGE, ele caiu para a sexta posição no mês mais procurado pelos casais, abrindo espaço para o novo queridinho: o casamento em setembro.

Na verdade, tudo indica que a antiga tradição foi importada dos países do hemisfério norte. Por lá, maio é a época em que a primavera atinge seu ápice. No entanto, no Brasil, trata-se de um mês frio. Logo, os noivos perceberam que dizer “sim” na primavera brasileira – marcada pelas temperaturas agradáveis e baixa probabilidade de chuva – faria muito mais sentido, especialmente para quem faz questão de flores exuberantes na cerimônia. Assim, setembro virou o novo maio.

Nem tudo são flores

casamento em setembro, casamento na primavera

Casamento em setembro (na primavera)

Contudo, quando a procura é alta, já se sabe: os preços também vão lá para cima. Os valores inflacionados se transformam em um grande empecilho para quem deseja economizar na cerimônia.

A alta demanda também faz com que as datas de igrejas, salões, decoradores, organizadoras, músicos e demais fornecedores sejam disputadíssimas. Quem deixar tudo para a última hora corre o risco não apenas de pagar um alto preço (literalmente), mas também de acabar sem conseguir aquela locação ou aquele DJ que tanto desejava.

Quem também tem espaço concorrido na agenda são os padrinhos e demais convidados – as chances de eles terem outra festa no mesmo dia em que a sua são grandes e você pode ficar sem seus parceiros de altar. Neste caso, o melhor a ser feito é disparar um “Save the Date” o quanto antes.

Proteja o bolso

Por isso, o grande segredo é se planejar com bastante antecedência. Só assim será possível conseguir uma brecha na agenda concorrida dos fornecedores.

Antecipar-se também é o segredo para negociar preços melhores. Pagando com antecedência, você pode conseguir bons descontos – e já pisar no altar sem parcelas pendentes.

A boa notícia é que, por ser o início da primavera, já será possível encontrar flores a valores mais acessíveis, tendo em vista o aumento da oferta. Entre as espécies da época estão a agapanto, alstroeméria, boca-de-leão, camélia, calla, copo-de-leite, cravo, delphinium, rosa, gérbera, gypsophila (a famosa “mosquitinho”), hortênsia, lírio, lisianthus e orquídeas phalaenopsis e demphale.