Casamento na praia econômico: 8 dicas essenciais

Casamento na praia

Casamento na praia é sempre um evento delicado e charmoso. Para garantir uma cerimônia econômica, entretanto, é preciso ficar atento a alguns pontos.

Com o imenso potencial do nosso País em paisagens ao ar livre, muitos casais têm optado por fazer o seu casamento na praia. As cerimônias litorâneas são uma opção charmosa, delicada e mais intimista do que as festas tradicionais.

Mas é preciso saber que um casamento na praia não é necessariamente sinônimo de economia: a cerimônia pode ser ainda mais cara, dependendo dos serviços contratados. Por isso, para realmente economizar, é preciso ficar atento a alguns pontos.

Casamento na Praia

Casamento na Praia

1- Escolha o local e a data da festa

A primeira decisão do casal é a escolha da praia onde será realizada a celebração. Nesse caso, é importante considerar as condições climáticas do local: verifique se a incidência de chuva é alta, como é a maré naquele lugar e se os ventos costumam ser muitos fortes. Para economizar, fuja das altas temporadas e feriados, quando os hotéis e serviços ficam mais caros.

Também é fundamental verificar se aquela praia não exige permissões ou licenças da prefeitura para realização de eventos.

2- Decida quem fará a cerimônia

Depois de escolher o local, é importante também pensar em quem fará a cerimônia e nos custos para deslocar um celebrante ou juiz de paz até o local onde pretendem se casar.

3- Use fornecedores locais

Para não ver os custos da festa inflacionados pelo deslocamento, é importante procurar fornecedores da própria região onde será realizada a festa. Na hora de escolher a praia, portanto, leve em conta a questão dos serviços. Calcule o que poderá ser contratado no local e o que precisará ser transportado. Em alguns casos, os noivos precisarão contabilizar também custos de hospedagem de prestadores de serviços.

4- Invista em uma tenda

Para não ficar totalmente à mercê do clima, é importante ter uma opção coberta para a cerimônia. Você pode alugar uma tenda ou o pátio de um hotel, por exemplo, mas com certeza o custo da segunda opção será mais elevado. Uma cobertura transparente poderá fazer bem o papel de manter a festa próxima à natureza, mas protegida.

5- Fique de olho nos gastos com estrutura

Além da cobertura, gastos com aluguel e transporte de diversos equipamentos ligados à estrutura física da cerimônia devem ser colocados no papel.

6- Calcule gastos com hospedagem e transporte de convidados

Não é necessário pagar a hospedagem e transporte de todos os convidados da festa. Entretanto é indicado ao menos procurar preços e indicar hotéis e pousadas. É interessante também tentar fechar pacotes, para que os preços fiquem mais atrativos. Caso vá oferecer hospedagem a alguns convidados ou transporte para a cerimônia, coloque esses gastos extras no papel.

7- Simplifique os trajes

Com o conceito de praia, é possível simplificar o casamento e gastar menos com vestido e traje do noivo. Por exemplo, é possível optar versões mais informais. A noiva pode usar vestidos leves, com penteados despojados e o noivo camisa e calça jeans, por exemplo. Nesse caso, tudo irá depender do estilo do casal.

8- Aproveite as belezas da paisagem natural para a decoração

A melhor parte de se casar em meio à natureza é o cenário incrível. Devido a esse potencial, é possível encontrar elementos de decoração na própria praia e também investir em outras opções simples, que casem com o clima despojado. Conchas, recipientes com areia, vasos e garrafas de vidro com flores delicadas, velas, bambus e lenços podem compor uma decoração econômica e perfeita para esse tipo de festa.

*Este material foi escrito pela nosso site parceiro Finanças Femininas para auxiliar  os casais a manter a vida financeira mais saudável e organizada.