CASO REAL: Casamento DIY da Bianca e do Filipe

É praticamente uma verdade absoluta que casar pode ser um investimento muito caro. Se você vai buscar preços de casamentos prontos, decoração terceirizada, hotéis e casas de festas badaladas, vai cair pra trás. Quem pode fazer um casamento pomposo, cheio de itens caros, ótimo! Um sonho de riqueza! Kkkkk. Mas definitivamente não é o caso nem a realidade da maioria de nossas leitoras, né, moças?

Temos várias histórias em nosso blog de moças que sonhavam com casar, queriam um casamento lindo, mas a grana estava curta, orçamento apertado. Eu mesma, Estela, fui uma dessas noivas, que queria muito uma festa linda e inesquecível, mas tinha pouquinho dinheiro e tempo para gastar. E coloquei a mão na massa, recrutei todos que amo e fiz uma festa super emocionante, que arrancou elogios de todos. Sou super orgulhosa disso e a maior incentivadora de noivinhas desacreditadas.

DSC_0522

O Caso Real de hoje é gêmeo do meu. E dá uma felicidade enorme de ver que existem mais noivas assim, que lutam por seu sonho e fazem seu desejo virar realidade colocando a mão na massa. A Bianca e o Filipe fizeram uma festa linda, com tudo o que sempre sonharam e o principal: um orçamento curtinho. Não ser riquérrima não é um empecilho para nós, noivinhas obstinadas! O amor, a vontade, a força, a garra, tudo isso acabam por valer muito mais do que dinheiro. E o mais importante disso tudo é saber que existem pessoas generosas como a Bianca, que compartilham tim-tim por tim-tim sua estratégia para a festa. São relatos assim que dão força e inspiração para tantas outras noivas!

020

“Oi, eu sou a Bianca e me casei no dia 12 de julho desse ano. Casar é o sonho de muitas mulheres, seja ele no campo, na praia ou em um salão de festas, desde que seja perfeito. Porém, pensar, organizar e colocar em prática tudo o que sonhamos para esse dia tão especial pode sair caro, tendo em vista que o mercado voltado para o casamento cobra fortunas exorbitantes, por mais simples que a noiva e o noivo queiram que seja esse momento. Foi pensando nisso que meu marido e eu, com a ajuda de nossos familiares e amigos, decidimos fazer muitas coisas nós mesmos! O desejo de nos casarmos existia desde 2010, mas teve que ser adiado até esse ano. Em 12 de julho deste ano, o tão sonhado dia aconteceu!

029

Cada detalhe foi pensado com muito carinho, pois queríamos que os convidados nos vissem em cada um deles, em cada momento! Então começamos a pensar em como seria a decoração. A primeira parte foi o convite, que foi feito por nós, com a ajuda de uma madrinha minha, que fez a costura dos envelopes!

03

Depois foi a vez dos convites aos padrinhos. Fizemos tudo! Elaboramos o texto dos convites, eu fiz as flores de lapela e os corsages, reutilizamos alguns materiais… Cada detalhe pensado com muito amor e carinho! Além disso, também confeccionei flores de lapelas para nossos pais e mães.

008

Como optamos por casar no inverno e, geralmente, o mês de julho é frio aqui no Rio Grande do Sul, optamos por uma decoração com poucas flores, tanto no salão quanto na igreja. Na igreja, utilizamos os mosquitinhos nos bancos e dois arranjos de flores próximos ao altar. Para a saída da igreja, uma amiga minha comprou aqueles potinhos de bolhas de sabão e decorou e os padrinhos e nossos pais jogaram as bolinhas.

010

Para o salão de festas, optamos por utilizar garrafinhas longnecks de cerveja, galhos secos, pompons de lã e flores secas (aquelas pequenininhas). Tivemos que correr atrás de galhos, meu irmão foi atrás disso comigo na semana do casamento. Para decorar a árvore onde penduramos as lembrancinhas, minha mãe cobriu com luzinhas de natal e voal que sobrou do meu vestido! Alugamos toalhas para as mesas e minha família e eu organizamos o espaço da festa. Além disso, para o espaço onde tiramos as fotos com os/as convidados/as, utilizamos algumas coisas que tínhamos em casa, ou seja, pegamos a máquina antiga que era da minha avó, uns sofás de madeira que era para nossa casa, minha madrinha fez as capas das almofadas, fiz a caixa onde os convidados poderiam deixar recados pra nós e a janela da decoração também pegamos para nós, quando um padrinho meu iria fazer lenha com ela! Acreditam??

017

A mesa de doces, ganhamos de uma tia minha, que é doceira e fez com todo o amor e carinho. Foi lindo de ver, na sexta, um dia antes do casamento, estavam várias tias minhas, minha avó, madrinha e mãe com a mão na massa, literalmente! Quando cheguei do salão onde tinha ido arrumar as unhas, estavam elas fazendo os docinhos!

024

Por último e mais importante, meu vestido e meu buquê. Nós enlouquecemos a procura do vestido perfeito, que consiga expressar todo nosso estilo e que nos faça parecer linda! O meu foi confeccionado pela minha madrinha, que é costureira e aceitou o desafio! Tivemos como inspiração o da cantora Kelly Clarkson. Quem me conhece disse que o vestido tinha tudo a ver comigo, simples e romântica! Era exatamente o que eu queria! Me senti linda em um dos dias mais importantes da minha vida e meu marido, que não tinha visto o vestido até o dia do casamento, também! Acho que é o que todas as noivas esperam, que seus noivos as achem perfeitas! E o buquê?! Bem, esse deu trabalho, porque inventei que eu mesma faria. Sim, com a ajuda da minha mãe e madrinha ele foi feito. Fiz muitas flores, algumas comprei prontas. Como base, utilizamos uma bola de isopor cortada ao meio e um pedaço de galho de árvore e, para acabamento, utilizei tecido.

030

Espero que minha experiência possa inspirar as noivinhas que estão nessa caminhada de planejar o momento, pois eu sei o quão importante são as inspirações e ideias!”

Bianca, não sabemos nem como agradecer pela sua história. É de uma generosidade tremenda compartilhar isso com tantas noivinhas apreensivas. Obrigada, gata, e muitas felicidades para você e o Filipe! <3