CASO REAL: O noivado DIY da Lilian e do Dione

“Nunca mais vou esquecer de como os olhos dele brilhavam ao falar de mim, um emoção que eu jamais imaginei sentir. Tenho certeza de que nos apaixonamos mais uma vez naquele momento.” Foi essa frase que fez eu me apaixonar perdidamente por essa história que vamos contar para vocês hoje no nosso Caso Real. Estamos vivendo tempos difíceis, onde precisamos pedir sempre mais amor, e ler relatos assim, como o da Lilian e do Dione nos enchem de felicidade e esperança.

noivado-diy-dione-lilian (33)

A Lilian escreveu super emocionada para contar esse caso de amor lindo que está vivendo ao lado do seu noivo Dione com detalhes arrebatadores! Não satisfeita em nos revelar tudinho o que fez para a decoração e mandar fotos lindas, ela ainda nos deixou suspirantes por aqui com essa profusão de amor sem fim! Garanto que vai ser puro amor para vocês também, além de muita inspiração!!

 

“Dione e eu nos conhecemos nos últimos meses do ano de 2012, através de um site de relacionamentos. Desde o início, já trocávamos e-mails, mensagens e nos falávamos por horas a fio. Até que, em 13 de dezembro de 2012, decidimos nos encontrar! Marcamos em um local com grande movimentação, foi a maior loucura da minha vida! Dei um chá de cadeira de duas horas nele, tudo por causa das chuvas de verão, que travaram São Paulo naquele dia. Mas, valeu muito a pena! Ao chegar lá e encontrá-lo, senti como se fosse amor à primeira vista. Foi o abraço mais gostoso do mundo! Jantamos e andamos pela Paulista para ver a decoração de Natal. Parecia um sonho: já de mãos dadas, olhávamos e admirávamos a linda noite, após a mega chuva. Na hora de irmos embora, aconteceu nosso primeiro beijo e o aconchego no seu peito. É incrível: Ele parece ter sido desenhado pra mim, me encaixo perfeitamente ali. Passamos quase dois meses nessa fase de encontros e desencontros, até que no dia 09 de fevereiro de 2013, ele me pediu em namoro.

noivado-diy-dione-lilian (35)

No final de semana seguinte, ele fez questão de falar com meus pais e pedir a benção. Olhava extasiada tudo aquilo, a segurança que me passava e continua a me transmitir. Em julho do mesmo ano, confirmamos o nosso compromisso com a aliança. Desde então, estamos crescendo juntos, com altos e baixos, como todo casal, mas nosso amor, aumenta a cada dia. No dia 09 de julho do ano passado, ele pediu minha mão em casamento ao meu pai. Quase morri de emoção! Quase matou meu pai e deixou minha mãe muito emocionada, um sonho… Como boa romântica, era tudo o que eu sempre sonhei! Foi lindo! E mal sabia eu que o melhor estava por vir!

noivado-diy-dione-lilian (18)

No dia 23 de julho, estava meio triste, tinha marcado com uma amiga de ir ao Shopping para me distrair um pouco. Ele falou que passaria por lá para me dar um beijinho. Começamos a conversar e papo vai papo vem, ele me entregou um álbum de fotografia, dizendo que tinha planejado para o aniversário de namoro do mês seguinte, mas como eu estava tristonha resolveu antecipar. Comecei a folhear e revi nossa história em fotos, nossas alegrias, nossas preocupações, foram me envolvendo com cada palavra que eu lia entre uma imagem e outra, até que na última página li: “Vidinha aceita se casar comigo?” e vi o anel, meu ANEL ali na minha frente, até hoje não sei descrever tudo o que senti naquele momento, foi como eu havia sonhado!

noivado-diy-dione-lilian (30)

Demorei a acreditar: Enfim, estava noiva! Precisava comemorar e foi então que comecei a organizar a festa de noivado! Sempre me identifiquei com as decorações vintage e rústicas que vocês do CEUB sempre publicaram, mas queria um ar romântico também e quis deixar transparecer em cada detalhe o tamanho do significado que aquele momento teve para nós. Utilizei caixotes, carretel de fios, juta e a delicadeza das rendas e flores.

noivado-diy-dione-lilian (20)

noivado-diy-dione-lilian (5)

noivado-diy-dione-lilian (8)

Minha mãe, artesã, pediu para as alunas trazerem vidros de azeitonas e palmitos, para decorar com juta, renda e pérola. Cada amigo e cada parente teve a sua participação com os vidrinhos charmosos que em todos os detalhes ficavam incríveis. Meu pai arrumou os caixotes e um dia, voltando para casa com meus pais, vi um carretel de madeira jogado na rua, fiz meu pai parar o carro e pegar pra mim. Fui segurando a tampa do porta-malas, pois não cabia. Cheguei em casa mega feliz.

noivado-diy-dione-lilian (2)

noivado-diy-dione-lilian (25)

noivado-diy-dione-lilian (27)

Dione é um apaixonado por fotografia e eu amante de aparecer nas fotos! Cada momento nosso foi exposto em um lindo varal de fotos e espalhados em porta retratos, meu noivo os pintou, como também lixou os caixotes, enquanto eu e minha mãe fazíamos a decorações dos vidros, da gaiola, do carretel e fizemos os “caminhos de mesa” de juta. Meu pai fez uma escada para usar na decoração. Meu irmão reservou o salão de festas do condomínio onde mora. Um mês antes, meu noivo fez o convite e mandamos para os nossos convidados mais íntimos. Minha querida tia Edith, fez o mais maravilhoso bolo que eu poderia ter.

noivado-diy-dione-lilian (19)

noivado-diy-dione-lilian (12)

noivado-diy-dione-lilian (26)

Pedi para ele também fazer plaquinhas de agradecimentos para cada mesa. Ele teve a ideia de criar uma hashtag #VidinhasDay. Criou também a plaquinha para os vidros: “Pode me levar pra casa!” Todos os vidros e plaquinhas se tornaram lembrancinhas do nosso grande dia. Montei cada mesa, cada detalhe. E quase chorei quando o bolo terminou de ser montado e quando foi colocado na mesa. A mesa estava perfeita. O meu sonho se realizando e com a melhor pessoa que Deus poderia ter me enviado. Nossos convidados foram chegando: eram 100 amigos e familiares mais íntimos. Uma “felicidade explodida” foi assim que descrevi para ele no dia seguinte!

noivado-diy-dione-lilian (24)

noivado-diy-dione-lilian (7)

noivado-diy-dione-lilian (23)

Ele fez um discurso lindo, agradecendo a presença de todos, dizendo que eles foram escolhidos por serem exemplos de vida e por nos acompanharem desde o início. Depois se voltou para mim e falou coisas lindas. Nunca mais vou esquecer de como os olhos dele brilhavam ao falar de mim, um emoção que eu jamais imaginei sentir. Tenho certeza de que nos apaixonamos mais uma vez naquele momento. Eu olhava e me apaixonava ainda mais pelo meu grandão e no final, diante de todos, novamente me perguntou: “Vidinha, aceita se casar comigo!”.

noivado-diy-dione-lilian (36)

noivado-diy-dione-lilian (21)

noivado-diy-dione-lilian (10)

Pretendemos nos casar na primavera de 2017. Até lá, irei acompanhar vocês e me inspirar nas demais lindas histórias de amor, porque Casar é um barato! E eu vou chegar lá com meu grandão!

 

Mais Casos Reais inspiradores e dicas de decoração rústica:

O Mini Wedding DIY da Vânia e do Denner

O noivado DIY da Natalia e do Thássilo

Encontre aqui a decoração perfeita para o seu casório rústico