Guia da lua de mel barata em 4 partes

PRIMEIRA PARTE: POR QUÊ LUA DE MEL?

O assunto hoje é uma parte importantíssima do casamento: a lua de mel. Essa é uma parte tão importante que tem muita gente que até prefere economizar na festa para poder fazer a tão sonhada viagem de lua de mel. A verdade é que a lua de mel teve seu tempo áureo quando (quase) todas as mulheres se casavam donzelas, e os rapazes (assim como as moçoilas) precisavam de tempo, espaço e muita privacidade para se conhecerem, digamos assim, mais intimamente logo após o “sim”. Vejam bem, querid@s, não estou afirmando que isso não aconteça mais hoje em dia. Porém, convenhamos, é uma parcela menor do que já foi outrora. Hoje em dia inclusive, muita gente se casa só depois que já mora junto há um tempo – e nesses casos mais do que em qualquer outro, o casal já se entende bem neste quesito (cof-cof) íntimo. Mas então, por quê a bendita lua de mel continua tão em alta?! Resposta em 5 etapas: 1) viajar é bom pra burro; 2) viajar com quem a gente ama, melhor ainda; 3) passar um tempinho a sós com a cara metade fora da rotina, mesmo quem já mora junto, é bom demais; 4) namorar é excelente, tanto para quem está ainda aprendendo, quanto para quem já tem experiência no assunto; 5) viajar é sempre uma ótima forma de comemorar (e trata-se de uma ocasião indiscutivelmente comemorativa). Resumo: lua de mel é uma coisa incrível e fundamental.

 

SEGUNDA PARTE: LUA DE MEL CUSTA CARO?

Seguro viagem brasil 300x250A lua de mel, em sua essência, é uma viagem. Uma viagem mais especial que todas as viagens, mas não deixa de ser uma viagem. E viajar custa – nem sempre caro, mas sempre custa dinheiro. E quando se trata de casamento, todo dinheiro que se tem disponível, se pode gastar (este é o limite). Então reservar algum dinheiro para a lua de mel, pode ser algo difícil, mas faz parte do casamento. É preciso se planejar pra isso. E você não vai se arrepender, pois a lua de mel é tão importante quanto diversas outras partes do casório, e é totalmente possível fazer uma viagem super-romântica sem gastar os tubos de dinheiro, nem comprometer o orçamento do novo começo de vida pós-matrimônio. Não vá achando que vou dar uma receita milagrosa de como ir pra Polinésia Francesa gastando pouco (se eu soubesse como, estaria escrevendo agorinha mesmo de lá, com um colar florido no pescoço). Mas flexibilizando um pouco, pesquisando um pouco, e procurando bem, é possível viajar com seu amor para comemorar a união eterna que vocês acabaram de concretizar.

>> VOCÊ JÁ DEU UMA OLHADA NO GUIA DE FORNECEDORES? LÁ ESTÁ CHEIO DE PRODUTOS E SERVIÇOS PARA O SEU CASAMENTO!

TERCEIRA PARTE: 10 DICAS PARA BARATEAR A LUA DE MEL

Este não é um guia definitivo, mas seguem algumas dicas (umas mais e outras menos concretas) para diminuir os custos da sua lua de mel, sem diminuir a importância do evento.

1. Valorize o que é fundamental. Lembre-se do resumão da lua de mel: é viagem comemorativa para namorar e passar um tempo a sós com seu grande amor. Isto é o fundamental e o que realmente importa para ser um sucesso. Se vocês estiverem juntos, num lugar diferente da rotina, se divertindo, não tem como dar errado.

 

2. Case na baixa temporada. Se você puder, pense a data do seu casamento em função da viagem de lua de mel. De um modo geral, dezembro, janeiro e julho são alta temporada para quem viaja partindo do Brasil. Feriados também encarecem, mesmo na baixa temporada. Mas pesquise sobre altas temporadas de locais específicos do mapa, pois dependendo das circunstâncias geológico-naturais e sócio-culturais da região, pode haver micro-períodos de alta temporada quando você menos imagina.

3. Seja flexível. Às vezes a moça sonhou a vida inteira em passar a lua de mel em Dubai. OK, lugar lindo, interessante, maravilhoso. Mas, francamente, não dá pra baratear uma lua de mel em Dubai. Moça do sonho dourado, saiba que existem outros lugares do mundo muito-muito lindos, onde será incrível curtir a dois com seu maridão. Esteja aberta para novas opções de destino – e já comece aqui a economizar.

4. Pesquise e comunique-se (ou viva a internet). A internet está aí para isso. Não venha me dizer que não sabe usar, porque se está lendo este blog, certamente nos conheceu pelo facebook e já visitou nosso site. Você tem o conhecimento mínimo indispensável para encontrar boas ideias e dicas de locais românticos menos badalados para passar a lua de mel, e hotéis onde se hospedar a preços mais justos. Converse e troque ideias com outras noivas (aproveite a internet para isso também). Com certeza há mais gente perto de você que já passou por esta situação do que você imagina. Envie emails para hotéis específicos onde você gostaria de passar a lua de mel e pergunte se há períodos promocionais.

 

bride-to-be-using-computer

5. Seja flexível até onde parece não dar para ser flexível. Na data. Isso mesmo: caso um lugar muito especial te ofereça uma promoção incrível na semana seguinte ao seu casamento, pense bem se não é possível para vocês esperarem uma semana pela lua de mel. Verifiquem no trabalho se é possível realizar este adiamento. Pode parecer um absurdo, mas especialmente pr’aqueles que já moravam juntos antes e não têm pressa de nada… isto pode representar uma economia danada para o casal, sem ter de abrir mão do seu sonho.

6. Agências, sites e pacotes. Os pacotes de viagens costumam incluir diversos itens da viagem. Às vezes podem sair mais caro do que se você reservasse cada parte separadamente, mas a maioria das vezes têm vantagens e costuma ser mais barato (pois as agências conseguem melhores valores em voos fretados e hotéis pré-reservados). Sites de compras coletivas (especializados ou não em viagens) sempre podem ser boas opções – mas fique de olho nas regras de uso dos cupons.

7. All inclusive. Isso quer dizer “tudo incluído”. Quando o hotel é All inclusive, todas as refeições, lanches, chá da tarde, café da manhã, bebidas alcoólicas e não alcoólicas costumam estar incluídos. Pode até ser mais caro do que outras opções, mas lembre-se que você não gastará um centavo sequer com alimentação e drinks românticos ao luar.

8. Ponha na balança. Poucos (ou até pouquíssimos) dias em um lugar bacanérrimo, ou mais dias com menos glamour (estilo mini-férias)? Se vocês têm pouco tempo (um fim de semana ou três dias), podem procurar algo um pouco mais caro e sofisticado. Caso optem por uma viagem mais esticada, podem escolher um destino mais interessante, com hospedagem mais barata. Para casais com muitas dificuldades de tirarem férias (ou de coincidirem as férias), pode ser uma boa oportunidade de esticar. Para casais que já moram juntos e/ou têm uma vida muito atribulada, um fim de semana distante da rotina já pode ser suficiente para animar e comemorar o marco.

9. Vá para outro estado (ou esconda-se). Para sair do seu dia-a-dia, recorra a outros estados do país, com clima e gastronomia diferentes da sua região. Se você é do Rio, procure lugares mais frios. Se você é do Sul, busque um litoral diferente. Se você é de Minas, busque a praia… Se você vai fazer uma viagem curtinha, procure não ir para longe, para não perder tempo. Nesses casos, procure os lugares especiais escondidos dentro do seu próprio estado (e às vezes até dentro da sua cidade).

Lua de mel

10. Vá para a América do Sul. Se você quer um destino internacional, escolha a América do Sul. São destinos que só apresentam vantagens: são lugares lindíssimos, a viagem sai muito mais barata que ir à Europa, infinitamente mais barata que os Estados Unidos, não precisa de visto (somos todos “hermanos” no MercoSul), costumam ter câmbio favorável em relação ao Real (ou seja, ficamos “ricos” nestes países), são diversas opções com uma variedade de culturas, gastronomia, climas… entre outras coisas ótimas. Jogue o preconceito pela janela e visite o seu continente de coração aberto.

 

QUARTA PARTE: IDEIAS DE LUGARES PARA IR NA SUA LUA DE MEL BARATA

Chega por hoje. Cansei. As ideias de lugares para ir na sua lua de mel barata ficam para o próximo post (de quinta-feira). Não perca :)

>> VEJA AQUI A CONTINUAÇÃO DESTE ARTIGO  ;)

OBS.: Todas as fotografias usadas neste post foram retiradas da internet. Caso você tenha tirado essas fotos, ou tenha os direitos sobre elas, e deseje que sejam removidas ou creditadas, envie um email para contato@casareumbarato.com.br. Obrigada!