Tragédia em Orlando: O amor vai sobreviver

Domingo, 12 de junho de 2016, enquanto vários casais comemoravam uma data de amor aqui no Brasil, em Orlando, nos Estados Unidos, várias famílias enfrentavam a dor e o luto de perder seus filhos e entes queridos para a intolerância. Enquanto nós, casais de homens e mulheres, almoçávamos, jantávamos, passeávamos de mãos dadas pelas cidades do Brasil, outros tantos casais, homossexuais, se abraçavam com medo de serem atingidos pela intolerância dos que não os aceitam apenas por amarem genuinamente quem são.

homofobia-machuca-ceub

Uma aura de luto baixa sobre nós essa semana e é momento de repensar: repensar nossas atitudes, nossos pequenos atos diários que podem ser fatais para outras pessoas. O que para uns é uma mera piada, para outros é uma ofensa sem tamanho. Precisamos repensar tudo o que viemos fazendo ao longo destes anos e repensar quais são as pequenas atitudes que podem colaborar ainda mais para aumentar o preconceito e a homofobia.

No domingo, 50 pessoas morreram, vítimas da intolerância e do preconceito. Uma covardia contra um grupo corajoso de seres humanos que optaram por serem sinceros consigo mesmos. Assim como nós buscamos ser todos os dias. O mesmo respeito que você espera, eles também esperam. Sabe aquela piada inocente que te faz rir? Ela fere alguém muito amado, alguém que luta todos os dias para amar da sua maneira, para viver da sua maneira, para ser si mesmo. Pessoas que lutam por coisas que para nós são apenas normais.

Muitas religiões parecem esquecer do maior ensinamento de todos e acreditamos que Jesus jamais compactuaria com atos como estes. Amar ao próximo como a si mesmo, era isso que este revolucionário homem ousou dizer na frente de milhares de intolerantes. Parece que precisamos relembrar disto hoje e sempre, relembrar que o mais importante nesse mundo é o amor e não o ódio.

Vamos nos conscientizar e compreender o amor em todos os seus formatos. Não importa o sexo, não importa a orientação sexual, a cor, o credo, o que importa é amar e respeitar. O amor há de vencer em meio a tanta tristeza. O amor vai sobreviver.

E para celebrar a diversidade do amor, reunimos algumas fotos de casais que batalham por suas vidas todos os dias. Um amor lindo, puro e real. Que um dia o preconceito não os atinja mais, são nossos votos. <3

 

 

Mais sobre amor e relacionamento:

10 segredos para ter uma vida feliz em casal

Para viver um grande amor: sobre Suzana e Adriana

Entenda tudo sobre a onda arco-íris que invadiu o Facebook