Como planejei o meu casamento rústico ao ar livre

Eu mesma planejei meu casamento rústico ao ar livre!

Depois que fui pedida em casamento, em dezembro de 2014, a primeira coisa que pensei é: como vou organizar esse casamento? No começo tudo parece meio impossível, são muitos fornecedores pra ver, detalhes pra escolher e lugares pra visitar, mas o que de repente a gente não percebe nessa fase é que um dos momentos mais gostosos da vida está por vir. Uma era certa, embora eu não soubesse ainda: seria um casamento rústico ao ar livre!

Planejar dá trabalho, não vou mentir pra vocês. Como contei outra vez, durante 1 ano e meio eu tive muitas pastas de inspirações, vi diversos vídeos na internet, chorei com casamentos alheios e economizei até saber quanto realmente eu poderia gastar. Quando enfim marcamos a data, a jornada começou: eu tinha 1 ano e meio pra resolver tudo até 12 de junho de 2016. Então, lá fomos nós!

Foto: Sintonia e Amor Fotografia

Foto: Sintonia e Amor Fotografia

1. A decisão do estilo e a escolha do local

Depois de escolher a data do casamento, acredito que o estilo seja a segunda coisa mais importante. Somente com essas duas questões você pode decidir detalhes como vestido, local e tipo de decoração. Eu e Ricardo sempre fomos mais intimistas e curtimos passeios ao ar livre, então o sonho de casar em meio ao campo sempre foi algo muito forte pra gente.

No entanto, esbarramos em duas questões: a primeira é que, apesar de querer poucas pessoas no casamento, tínhamos o desejo de não deixar ninguém que tivesse participado da nossa vida juntos de fora. E como não moramos no centro da cidade, era quase impossível achar um sítio próximo que tivesse um clima campestre, então esbarramos no segundo problema.

Amarrando…

Depois de visitar cerca de umas oito casas de festas, encontramos nosso local dos sonhos. Ele não era tão próximo de onde nossos parentes e familiares moravam e a alternativa que encontramos foi marcar o casamento para o período da tarde, assim todos poderiam voltar tranquilamente para casa apesar da distância. Acho que essa foi uma das nossas melhores decisões, pois temos fotos lindas com a luz do sol e à noite.

A ideia inicial de convidar poucas pessoas não colou, demoramos muito pra fechar a lista e, no final, fizemos para 150 pessoas, chamamos 190 e foram 155.

2. A decoração

Vocês sabem muito bem que a gente aqui do CEUB adora um DIY – Do It Yourself e eu queria muito mergulhar e fazer tudo à mão. Como o tempo ficou escasso e eu tinha muitas coisas pra resolver, resolvi apostar em fazer apenas os detalhes como o Save the Date, as lapelas, meu buquê, as lembrancinhas para os padrinhos (caixinhas com bem casados) a cortina de tsurus para a cerimônia e o centro de mesa com livros e garrafinhas.

Dica valiosa:

Não deixem que os preparativos sobrecarreguem vocês. Se não der pra fazer tudo, não faça. Tem muitas outras coisas que eu queria que tivesse no meu casamento e não teve, mas no final ninguém sentiu falta pois ninguém sabia que teria aquilo. Aproveite essa fase de forma tranquila e curta cada detalhe pois passa muito muito rápido!

Paleta de inverno

Casamentos no inverno combinam perfeitamente com paletas mais leves, ainda mais que a madeira dos móveis rústicos dão um ar mais pesado. As cores amarelo, salmão e goiaba com os detalhes verdes do próprio salão fizeram uma composição harmoniosa e muito alegre e refletiram bem o estilo que a gente queria.

3. A escolha das roupas e lembrancinhas

Minhas madrinhas usaram vestidos longos na cor rosa chá com modelos escolhidos por cada uma. Os pajens usaram suspensório e gravata borboleta, bem no estilo dos casamentos rústicos. O noivo usou terno azul, que combinou com minha sapatilha e os detalhes do buquê. Minha mãe e a mãe do noivo usaram vestidos da mesma cor, com tons diferentes, uma usou verde claro e outra verde escuro. Meu vestido foi feito sob medida pela Noiva Importada e eu contei todos os detalhes da confecção dele nessa matéria aqui.

4. Doces e buffet

Casar no inverno tem algumas maravilhas, como o gramado estar mais verde e as comidas quentes fazerem sucesso entre os convidados. Nós optamos por servir caldos na entrada e pequenas porções de massas no jantar, assim como doces de todos os tipos que caem muito bem em baixas temperaturas. Diminuímos a quantidade de doces do buffet e apostamos em uma espécie de “self service” de brigadeiro, com a Que Tentação Gourmet e todo mundo AMOU. Além de dar uma movimentada na festa, permitiu que todos pudessem comer doces de vários tipos durante toda a recepção, o que raramente acontece pois eles são distribuídos no final.

Como funciona?

É um carrinho gourmet todo bacana que vem com vários sabores à sua escolha, os convidados se servem na colher e mergulham no confeito preferido. O Leandro, dono da Que Tentação Gourmet é uma pessoa muito legal e nos ajudou a escolher tudo que se adaptasse ao número de convidados e estilo da festa, e ele ainda vai todo personalizado com uma roupinha de chef. Nós escolhemos os sabores de beijinho de coco, sensação, brigadeiro ao leite e prestígio. Foi uma escolha incrível e não teve uma pessoa que deixasse de elogiar!

Os bem-casados também fizemos com eles e foi uma delícia. Eu já provei muitos por aí e me apaixonei pela combinação completa de sabor, massa e recheio. Não tem cheio de ovo, o recheio é bem caprichado, a massa é fofinha e eles ainda personalizam do jeito que você quiser. Nós optamos por embalagens e fitas douradas e combinou bastante com a decoração!

Foto: Sintonia e Amor Fotografia / Carrinho Gourmet: Que Tentação Gourmet

Foto: Sintonia e Amor Fotografia / Carrinho Gourmet: Que Tentação Gourmet

5. Os imprevistos

Casar ao ar livre nos leva a um problema principal: a chuva! Escolhemos um salão que tivesse uma parte coberta mas ainda assim não era o que queríamos fazer. Sempre desejamos casar à luz do dia, debaixo das árvores e num grande gramado, coisa que a chuva impediria. Monitoramos o climatempo por semanas antes do casamento e sempre tínhamos previsão de chuva e ficamos muito apreensivos nos dias que antecederam o 12 de junho.

Tendas?

Chegamos a orçar algumas tendas, mas era muito em cima e os preços não cabiam no nosso orçamento. Por fim, resolvemos confiar e acreditar que seria lindo, com o plano A, B ou C. Deixamos tudo acertado com a cerimonialista e, no domingo, quando acordei vi que fomos incrivelmente presenteados por Deus com pequenos raios de sol. Nosso grande dia havia chegado, sem chuva, com um frio imensamente gostoso e com um clima maravilhoso para festejarmos ao lado dos nossos amigos e familiares. Era o nosso momento e nada iria estragá-lo, nem mesmo uma possível chuva – e nada estragou!

Foto: Sintonia e Amor Fotografia

Foto: Sintonia e Amor Fotografia

6. A escolha dos fornecedores

Dica valiosa:

Se você quer um casamento rústico, escolha fornecedores que estejam acostumados com esse estilo e combine exatamente tudo. Eu e Ricardo desejamos aproveitar muito a festa e por isso escolhemos uma empresa de fotografia e vídeo (Skilos Wedding) que soubesse registrar tudo de forma espontânea e sentimental. Até hoje nos emocionamos vendo cada imagem! A escolha da decoração e do local foram pensadas de forma que ficasse harmonioso também: se você escolhe um local com muito verde e ao ar livre, talvez um casamento super clássico não fique tão bem. Do mesmo modo que o estilo rústico pede um clima mais arejado, ainda que o espaço não seja aberto.

Dica valiosa 2:

Outra coisa que eu aprendi foi que nem sempre o estilo rústico precisa de móveis e cadeiras de madeira. A composição da decoração com os pequenos itens podem transformar o lugar e deixar exatamente como vocês desejam. Nós usamos cadeiras pretas e pequenas passadeiras de juta na mesa e ficou lindo! Assim como a mesa de jogos e a banda ao vivo também proporcionaram um ambiente de descontração exatamente como desejamos.

RESUMO

O meu dia foi um sonho. Uma data planejada por quase 18 meses pra sair exatamente como desejamos, e saiu! Com muita paciência e planejamento tudo ocorre bem, é só colocar muito amor e acreditar que é possível realizar o desejo do coração de vocês independente das circunstâncias. Seja uma festa imensa ou um café da tarde pra celebrar após o casamento civil, o importante é aproveitar esse dia com todos que você ama e saber que nada pode fazer com que esse dia seja menos especial – nem mesmo os imprevistos que impedem a gente de realizar da forma que sempre sonhamos. Sejam felizes e contem sempre com a gente pra ajudar em tudo que for preciso!

Vídeo por Skilos Wedding:

Também se apaixonou pelo vídeo?!! Peça seu orçamento agora mesmo para a Skilos ;)

Aceito ser contactado pelo CEUB e por esse fornecedor

Fornecedores:

Local: Casa dos Ipês Eventos / Decoração e Cerimonial: Samira Silvestre / Filmagem: Skilos Wedding / Cabelo e Maquiagem: Roberta Teodoro Santos / Buffet, bolos e doces: Sandra Rodrigues / Vestido: Noiva Importada / Bem-casado e carrinho de brigadeiro: Que Tentação Gourmet / Mesa de jogos: Vegas Experience / Banda: Rock de Dois / Fotografia: Sintonia e Amor Fotografia